Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 24 de dezembro de 2011

O ADEUS



Parece que foi ontem...
Todos me aguardavam tão ansiosos, cheios de planos e esperanças...
Como passou depressa...
Eu cheguei muito novinho, parecia um recém-nascido,
E me tratavam como tal...
Estava tão ou mais ansioso que eles, afinal éramos muito ingênuos...
Estava com todas minhas energias para começar firme e forte!
Queria mudar para melhor o mundo,
O mundo não, era pouco. Queria transformar o planeta ou porque não o universo?
Eu iria conseguir tudo que eles estavam almejando de mim...
Minha meta era chegar ao fim com todos me elogiando...
Só falando das coisa maravilhosas que tinham acontecido,
De como minha passagem fora prospera e maravilhosa!
Nenhum antecessor fora tão competente...
Nada de tragédias, derrotas, despedidas, bolsos vazios, corações sem amor...
Eu iria fazer tudo diferente: tudo seria lindo, mágico!
É! meus amigos, ainda me restam alguns poucos, até o meu desaparecimento...
Esses poucos me acham o melhor, mas não me dão o devido crédito, e logo me esquecerão...
Os que conseguirem se lembrarem, irão apenas esbravejarem e falarem que bom que ele se foi...
Mas eles não entendem que contra a vontade de DEUS ninguém pode.
Eu estava cheio de amor, mas não foi o suficiente...
Quantas tragédias, como a natureza de revoltou contra seus agressores: OS HUMANOS...
Quantos acidentes terrestres e aéreos... Quanta dor e perda...
Muitos por imprudência, drogas, bebidas e falhas mecânicas.
Muitos ficaram doentes.
Incontáveis os que ficaram sós quando perderam os amores, os entes queridos...
Chefes de família perderam seus empregos, ficando sem condições de suprirem as necessidades de sua tão amada família.
Por falta de amor, crianças foram abandonadas, jogadas literalmente em lixos, lagoas, matas, pela janela, muitas não resistiram tamanha crueldade e morreram, mas isso não foi minha culpa...
Mas ninguém se lembra ou comemora apenas pouquíssimas, que milhões de crianças nasceram em lares com mães que as amavam e cuidavam muito com todo o coração...
Que várias outras que sofriam na solidão, encontram seus pares e estão felizes...
Outros tantos que não tinham nem o que comerem, conseguiu o tão sonhado emprego e a volta de sua dignidade...
Tantas outras coisas boas que aconteceram e ninguém irá se lembrar...
Apenas as tragédias ganharei os créditos e ninguém esquecerá!
É hoje estou velho e muito, mas muito cansado, estou com meus dias contados, tenho hora certa de partir.
Partirei com a consciência limpa, sei que fiz tudo até o impossível para deixar a todos com a felicidade completa...
Para não falarem horrores igual falam dos meus antecessores...
Sei que o meu sucessor irá chegar, já está tudo pronto para recepcioná-lo...
Irão saúdá-lo com tantas festas e alegrias, esperanças, da mesma forma que um dia fizeram comigo.
E da mesma forma nem vão se lembrar de ao menos se despedirem desse velho aqui... Nem um pequenino e simples muito obrigado!
Eu tentei... Parto sabendo que minhas intenções foram as melhores possíveis, mas não imaginava e não notava que o tempo passa... E passa muito rápido.
Engraçado que marcava cada dia no meu calendário da vida e não percebia que o meu fim estava chegando, quando me dei conta, a festa do sucessor estava pronta!
Eu não estou pronto para partir...
Ainda tenho muito á fazer...
Não deu tempo... Foi muito pouco...
Ninguém mais me ouve, não tenho mais forças... É estou mesmo muito velho!
Mesmo que tentasse gritar não sairia...
Agradeço os que colaboraram comigo e juntos fizemos muitas coisas boas.
Peço também perdão... Perdão aos que não consegui fazer tudo que almejávamos, mas imploro leve a mão na consciência e verão que mesmo acontecendo tantas coisas ruins e feias, eu também deixo milhares de coisas boas e alegres, coloquem a memória para funcionar...
Bem nada mais adianta eu falar ou fazer...
Minhas forças estão se esgotando, em questão de horas, minutos, segundos, irei... Encharcado de lágrimas simplesmente evaporar, sumir...
Algumas obras maravilhosas deixarei, só não sei se alguém lembrará!
E em questão de segundos não existirei mais. Nem vou ter tempo de ver meu sucessor chegar...
Não tenho forças nem para chorar estou completamente sozinho para desaparecer... Engraçado que na minha chegada, também não me lembrei do que partia, afinal era tanta felicidade!´
É triste partir... Mas tenho que ir.
Só peço que meu sucessor consiga o que eu comecei e não terminei...
Pois é muito pouco tempo...
Ia me esquecendo, creio que é a idade avançada...
De você me despeço e antes que nem consiga mais...
Vou me apresentar junto com meu ADEUS!!!!
EU SOU O ANO-VELHO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!





autora:(CYDA FERRAZ)
Cyda Ferraz
Enviado por Cyda Ferraz em 25/04/2008
Reeditado em 27/12/2009
Código do texto: T961242

Nenhum comentário:

Postar um comentário